ISBN 978-85-53083-01-5

SOBRE A AUTORA

Rosa Luxemburgo foi uma filosofa e economista marxista polaco-alemã. Tornou-se mundialmente conhecida pela militância revolucionária ligada a Social-Democracia da Polônia (SDKP), ao Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD) e ao Partido Social-Democrata Independente da Alemanha (USPD). Participou da
fundação do grupo de tendência marxista do SPD, que viria a se tornar mais tarde o Partido Comunista da Alemanha (KPD).


Em 1915, após o SPD apoiar a participação alemã na Primeira Guerra Mundial, Luxemburgo fundou, ao lado de Karl Liebknecht, a Liga Espartaquista. Em 1° de Janeiro de 1919, a Liga transformou-se no KPD. Em novembro de 1918, durante a Revolução Espartaquista, ela fundou o jornal Die Rote Fahne (A Bandeira Vermelha), para dar suporte aos ideais da Liga.


Luxemburgo, Liebknecht e alguns de seus seguidores foram capturados e assassinados pelas Freikorps, milícias patriotas compostas por veteranos da Primeira Guerra que estavam desiludidos com a República de Weimar, mas que rejeitavam igualmente o marxismo e o avanço comunista. Luxemburgo aos 47 anos foi fuzilada e seu corpo jogado num curso d'agua (o Landwehrkanal), em Berlim, no dia 15 de Janeiro de 1919.

Em consequência de suas críticas as escolas Marxista-Leninista e correntes mais moderadas da escola social-democrática do socialismo, Luxemburgo tem conceituado algo ambíguo por parte de estudiosos e teóricos da esquerda política. Apesar disso, Luxemburgo é considerada mártire por alguns marxistas.

Uma característica peculiar no pensamento de Rosa foi o seu posicionamento em relação ao cristianismo. Denunciava o clero que apoiava os ricos, que exploram e oprimem os pobres, afirmando que ele estaria em contradição explícita com os ensinamentos cristãos. Para Rosa, tal clero não serviria a Cristo, mas ao dinheiro.

SOBRE A OBRA

Socialismo e as Igrejas é uma cartilha publicada pelo Partido Social Democrata Polaco, em 1905. Uma edição russa apareceu em 1920. A edição francesa foi publicada pelo Partido Socialista Frances em 1937. A primeira edição inglesa foi publicada pela Socialist Review, de Birmingham. E, finalmente, esta edição em português brasileiro é publicada pelo Coletivo Abrigo, pastoral da Comunidade Cristã Abrigo de Porto Alegre /RS, no ano de 2017.

FALE CONOSCO

Endereço para correspondências:
Rua Martim Ferreira de Carvalho, 334
Bairro Sarandi - Porto Alegre, RS
CEP 91140-340

©2019 - ABRIGO Coletivo de Educação e Assistência Social